Atualmente, o upskilling de sua força de trabalho é uma questão de sobrevivência.


É um momento crítico para desenvolver habilidades para impulsionar a recuperação dos negócios em 2021.

  • Nossa pesquisa revela que seis a cada dez líderes empresariais, gerentes e colaboradores acham que a crise da COVID-19 aumentou a necessidade de novas habilidades. 
  • Apesar disso, 62% das organizações brasileiras reduziram as oportunidades de upskilling durante a crise.

As consequências vão além da produtividade e do crescimento das empresas. A saúde mental, a subsistência, as famílias e as comunidades estão em perigo. 

  • 49% dos gerentes e colaboradores disseram que a falta de confiança nas próprias habilidades gera mais estresse no trabalho. 
  • 41% consideram que prejudica seu desempenho. 

Fica claro que a melhor opção é continuar aprimorando habilidades ao longo da crise e em 2021. Nós organizamos os dados por país, setor e função, para ajudar você a identificar onde as habilidades correm maior risco de se tornarem obsoletas. Veja os dados em nosso novo relatório "As habilidades pedem ajuda". 

"Estresse e preocupação com suas habilidades podem atrapalhar a produtividade e o desempenho dos colaboradores, além de intensificar os 'custos pessoais', como bem-estar, absenteísmo e rotatividade dos colaboradores. E isso é péssimo para os negócios."

"Se você tem uma habilidade que não será necessária no futuro, que é abundante no mercado e não se enquadra em uma estratégia da minha empresa, sua situação não é das melhores."

Ginni Rometty, ex-CEO da IBM, atual presidente executiva do conselho de administração

 


 

Baixe o guia

SoS_BR Screenshot_1
SoS_BR Screenshot_3
SoS_BR Screenshot_2
SoS_BR Screenshot_4